Torneio Leiteiro de Girolando da Megaleite 2017 termina com quebra recorde e nova premiação para Sólidos

A Megaleite 2017 marcou uma nova fase do Torneio Leiteiro Nacional de Girolando. A competição passa a premiar também a partir deste ano as fêmeas com maior produção de leite corrigido para sólidos

Por Larissa Vieira
03/07/2017
Torneio Leiteiro de Girolando da Megaleite 2017 termina com quebra recorde e nova premiação para Sólidos

A Megaleite 2017 marcou uma nova fase do Torneio Leiteiro Nacional de Girolando. A competição passa a premiar também a partir deste ano as fêmeas com maior produção de leite corrigido para sólidos, informação fundamental para a cadeia do agronegócio leite. Como há uma relação direta entre o rendimento industrial e a proporção de sólidos do leite, muitos laticínios já bonificam por qualidade e por teor de sólidos. As análises de sólidos do 28º Torneio Leiteiro Nacional de Girolando ficaram a cargo da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais).
A primeira Grande Campeã de Produção de Sólidos é a vaca meio-sangue 154 FIV Sanchez da Anta, do expositor Antônio Gilberto de Castro e Outros. Ela produziu 261,157 kg/leite, com média de 87,052 kg/leite. A categoria Vacas ainda teve as campeãs por cada grau de sangue, que são elas: Albos Kalyaya FIV (3/4, expositor: Thiago Viana Nogueira, produção:143,490 kg/leite, média:47,830 kg/leite), Helenita FIV Alegre (1/4, expositor: Winston Frederico Almeida Drumond, produção: 142,127 kg/leite, média:47,376 kg/leite). 
Na categoria Novilhas, as campeãs por Sólidos foram: Enseada Radar FIV Pedra (1/4, expositor: Jorge Luiz Peleteiro Machado, produção:90,669 kg/leite, média: 30,22 kg/leite), Fenix FIC Amstead 2076 Fube (3/4, expositor: Eurípedes José da Silva, produção:110,446 kg/leite, média: 36,82 kg/leite), Germina Havana Jacey (5/8, expositor: Bernardo Garcia de Araújo Jorge, produção: 176,165 kg/leite, média: 58,722 kg/leite), Furacão Gabinete (1/2, expositora:Lidiana Pereira Barroso Guimarães, produção: 163,041 kg/leite, média:54,347 kg/leite). O título de Campeã Novilha Geral por Sólidos ficou com Germina.
Campeãs por Produção- A tradicional premiação para as fêmeas com maior produção absoluta dentro das nove ordenhas válidas do 28° Torneio Leiteiro Nacional de Girolando teve como Grande Campeã a vaca meio-sangue Quelinha Everett FIV 2B, do expositor Alexandre Lopes Lacerda. Ela produziu 300,420 kg/leite e média de 100,140 kg/leite, sagrando-se também campeã meio-sangue. Com isso, Quelinha é a nova recordista da Megaleite, superando a média de 95, 203 kg/leite da recordista anterior da Megaleite.
As demais campeãs de Produção por grau de sangue na categoria Vacas foram: Helenita FIV Alegre (1/4, expositor: Winston Frederico Almeida Drumond, produção: 163,620 kg/leite, média: 54,540 kg/leite), Albos Kalyaya FIV (3/4, expositor: Thiago Viana Nogueira, produção: 141,150 kg/leite, média: 47,050 kg/leite). 
Na categoria Novilhas, as campeãs de Produção por grau de sangue foram: Furacão Gabinete (1/2, expositora:Lidiana Pereira Barroso Guimarães, produção: 140,000 kg/leite, média: 46,667 kg/leite), Germina Havana Jacey (5/8, expositor: Bernardo Garcia de Araújo Jorge, produção: 183,190 kg/leite, média: 61,063 kg/leite), Fenix FIC Armstead 2076 Fube (3/4, expositor: Eurípedes José da Silva, produção:120,840 kg/leite, média: 40,28 kg/leite), Enseada Radar FIV Pedra (1/4, expositor: Jorge Luiz Peleteiro Machado, produção: 116,040 kg/leite, média: 38,68 kg/leite). A categoria teve como campeã Novilha Geral a fêmea Germina.
 

© 2017 Associação Brasileira de Criadores de Girolando

Rua Orlando Vieira do Nascimento, 74 - CEP 38040-280 - Vila São Cristovão - Uberaba-MG
Telefone: +55 (34) 3331-6000 - E-mail: tecnologia@girolando.com.br - www.girolando.com.br - Girolando © 2017